Contador de visitas

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Origem do nome Cerrado

A palavra Cerrado tem origem espanhola e significa "fechado" ou "vegetação densa", esse termo busca traduzir a característica geral da vegetação arbusto-herbácea que ocorre na formação savânica. 
Ao de limitar o conceito de Cerrado, descobriu-se que existem três significados de uso corrente do termo, que devem ser diferenciadas. A primeira e mais abrangente, refere-se ao Bioma propriamente dito, Bioma Cerrado.

A beleza e a diversidade do Cerrado é fascinante.

A segunda concepção, reúne formações savânicas e campestres, desde  o Cerradão até o Campo Limpo.
A terceira acepção designa um dos tipos fitofisionômicos que ocorrem na savana, definido pela composição florística e e pela fisionomia.
No entanto, padronizar a nomenclatura dos diferentes tipos fisionômicos encontrados na região do Cerrado, tem sido uma tarefa difícil, pois diferentes autores adotam critérios e escalas distintas, baseadas em princípios ou origens diferenciadas.
Independente dos conceitos aplicados, vale ressaltar que nosso Bioma é o Berço das Águas e temos a responsabilidade de preservar e recuperar nossas nascentes, para mantermos o equilíbrio hidrográfico de nossas bacias e o abastecimento de nossos aquíferos.


Fontes: https://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&site=imghp&tbm=isch&source=hp&biw=1366&bih=648&q=cerrado+do+munic%C3%ADpio+de+An%C3%A1polis+GO&oq=cerrado+do+munic%C3%ADpio+de+An%C3%A1polis+GO&gs_l=img.3...2498.30679.0.31434.35.12.0.23.23.0.266.1712.1j10j1.12.0....0...1ac.1.64.img..0.12.1706...0j0i30k1j0i8i30k1j0i24k1.nDsF3nSvvLg#hl=pt-BR&tbm=isch&q=vegeta%C3%A7%C3%A3o+do+munic%C3%ADpio+de+An%C3%A1polis+GO&imgrc=zzBDgIALWyJWmM%3A

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Bioma Cerrado Goiano

O Cerrado é um dos principais Biomas do país, ocupa cerca de 22% de todo o território, mas sofre com a ameaça constante de extinção, essa péssima previsão é proveniente do atual quadro ambiental em que se encontra,no qual aproximadamente 80% da biodiversidade já sofreu alterações na fauna e flora em Goiás. A situação piora pois as agressões veem de duas naturezas: a ocupação humana desordenada e as alterações da fauna com a plantação de cana de açúcar, eucalipto, soja e atualmente até seringueira.
A extensa plantação de eucaliptos em solos férteis, onde no passado não muito distante eram cultivadas horte frutes, vem secando nascentes e diminuindo o volume de água do lençol freático. Sendo que o Bioma é o berço das águas que abastece quatro bacias hidrográficas incluindo a do Amazonas.
Os projetos de Educação Ambiental envolvendo alunos da rede municipal visam amenizar estes impactos, pois possuem como focos principais a implantação da coleta seletiva  e água o uso racional no campo e na cidade, tendo em vista que o município de Anápolis possui quatro Distritos com constituem a Zona Rural e onde os produtores utilizam a água do Ribeirão Piancó que bastece o município para irrigação. Este fato tem que ter uma conscientização, pois a água é um bem público e todos têm o direito de usufruir.
Vamos priorizar neste primeiro semestre as duas questões acima citadas e numa ação a longo tempo esperamos acabar com esta guerra entre os setores urbano e rural, e todos possam usufruir desse bem natural de forma consciente e responsável.




Fonte: Profª Eucárice Cabó

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Estamos retomando nossas atividades de Educação Ambiental, com novos projetos e sugestões de atividades a serem desenvolvidas tanto para a Educação Infantil, quanto para o Ensino Fundamental.
Neste ano de 2017, o nosso foco será: Coleta Seletiva nas Escolas e Água o uso racional no campo e na cidade.
Queremos também que nossos seguidores compartilhem suas experiências, para que possamos acrescentar as nossas práticas ambientais.

segunda-feira, 10 de março de 2014

Dia do turismo Ecológico

Comemoramos no dia 1 de março o dia do Turismo Ecológico.
E o que se compreende por  Turismo Ecológico?
O turismo Ecológico é um segmento do Turismo, que está intimamente ligado à natureza. É conhecido também como Ecoturismo e tem sido considerado como ramo de atividades que mais tem crescido no mundo.
O Brasil é um pais tropical com grande dimensão territorial, conhecido mundialmente pela sua mega diversidade e por sua variedade de atrativos naturais.
Esses atributos fazem com que muitos turistas nacionais e estrangeiros procurem por agentes de viagens em busca de ambientes naturais para atividades diversas como escalada, espeleologia (ciência voltada para o estudo de cavernas. Esta ciência busca conhecer e estudar a formação geológica das cavernas, meio ambiente onde estão inseridas, formas de vida que a habitam, características, formas de preservação, etc. Esta ciência utiliza em seus estudos conhecimentos de outras áreas como, por exemplo, Geologia, Geografia, Biologia, Ecologia, entre outras. O profissional que atua nesta área é chamado de espeleólogo. ), mergulho, caminhada, canoagem, montanhismo, boia cross, mountian bike e outros.
Esse ramo  de atividades tem sido importante para as populações locais, tornando-se uma alternativa econômica muito interessante ao favorecer a geração de emprego, além de contribuir para a preservação da cultura local, proteção ecológica e para o desenvolvimento sustentável.
É através da educação ambiental que se procura sensibilizar a comunidade local e os turistas com relação à minimização dos impactos negativos gerados pela atividade turística, tais como: aumento do lixo, adensamento urbano e exploração dos recursos naturais.


Anápolis se inteirou da data e promoveu a Trilha Ecológica no Seminário Regina Minorum, com alunos das Escolas Municipais Jahyr Ribeiro Guimarães e Raimunda de Oliveira Passos.

Logo na chegada ao local, encontrada somos recebidos por aves que transitam livremente pelo ambiente.



O projeto foi em parceria com a Diretoria de Educação Ambiental da SEMMA, Secretaria Municipal de educação e Diretoria de Turismo, que cedeu o City Tour.

















Todo o trabalho de montagem da trilha foi realizado pelo Professor Neivaldo Dias que é Biólogo e Diretor de Educação Ambiental da SEMMA.










Os alunos contemplavam a paisagem do Cerrado, conservado pelos frades do Seminários.








Primeira intervenção, foi na Estufa, onde a agricultura orgânica é desenvolvida.











Professor Neivaldo demostrou a prática e os resultados da horta orgânica.











Com olhos atentos e ouvidos aguçados os alunos construíam seu  conhecimento.







Cada trecho percorrido entramos belezas naturais que completavam a fascinante paisagem.




Importante ponto, esta é uma das nascentes do Córrego Antas. Este Córrego faz parte da história do município de Anápolis, pois originou o mesmo através dos tropeiros que as suas margens descansavam nas longas viagens a região Sudeste.




O fluxo de água neste local é o maior, o restante do curso está bem comprometido pela expansão populacional e consequentemente agredido ambientalmente.








A mata Ciliar contribui para que nesta área o córrego seja conservado.














Neste ponto acontece o final da trilha












os alunos de surpreendem com o espaço reservado ao lazer.







Nossa equipe também contou com a participação do professor Welvis, Químico da Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia & Inovação.

Sabemos que é possível interagir Homem e Natureza, basta que cada um faça o seu papel.

Também é possível praticar o lazer de maneira ambientalmente correta, onde todos só têm a ganhar.

Imagens e texto: Profª Eucárice Cabó

segunda-feira, 25 de março de 2013

Dia Mundial da Água - 22 de março

Em Anápolis as Secretarias Municipais de Educação e Meio Ambiente em parceria com a SANEAGO e Base Aérea de Anápolis, que doou 150 mudas de nativas do Cerrado, através do viveiro do Projeto CERNE, foi realizado o plantio em áreas degradadas da Micro Bacia do Piancó, ribeirão que abastece o município.

Esta vegetação circunda a área que dá acesso ao Ribeirão Piancó.

Via vicinal, onde o ônibus escolar transporta os alunos da zona rural de Anápolis.


Entrada para a Estação de captação de água do Piancó. Embora a região seja formada por propriedades rurais e com criação de gado, obtém-se uma boa convivência com a Estação.


Apesar das constante agressões ambientais que vem ocorrendo nas últimas décadas, o ribeirão resiste e exibe sua exuberância nas quedas d'água.


Tanque da primeira etapa de captação.


Estas bombas garantem o abastecimento de água do município.

Welington funcionário da SANEAGO, acompanhou-nos e apresentou os equipamentos utilizados pela empresa. Esta bomba reserva de 900 CV, está pronta para operar em caso de pane nas outras que trabalham incessantemente.










A empresa hoje consta com a administração da Gerente Distrital Tânia Valeriano e do Gerente Regional Rogério Moura, que enfrentam o desafio de modernizar o fornecimento de água e o tratamento de esgoto através da ETA e ETE.
O fornecimento de água no município foi municipalizado, cabendo a Prefeitura de Anápolis, trabalhar em parceria com a empresa e levar o saneamento ambiental a todos os bairros.


Curiosidade:



Nesta pedra está esculpida o registro da 1ª Cia de Força e Luz dos Pina, com data de 1932.











Casa de máquinas da antiga hidrelétrica. 
Historicamente o passado e presente convivem e guardam muitos fatos, contidos nos alamares dos tempos.








Recuperação das margens do Piancó, contendo o processo de erosão.

Alunos das Escolas Municipais Inácio Sardinha de Lisboa (Distrito de Interlândia) e Gomes Santana Ramos (Distrito de Souzânia) ...


participaram do plantio, pois são filhos de produtores rurais da Bacia do Piancó ...


Aluna do Curso de Biologia da Universidade Estadual de Goiás Diany, acompanha a turma no plantio.


Tânia Valeriano também participou da ação juntamente com outros funcionários da SANEAGO.


Prof. Neivaldo da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, grande conhecedor das nativas do Cerrado, nomenclarizou cada espécie plantada.


No período vespertino, equipe da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Educação, Ciência e Tecnologia no Parque Ipiranga ....


juntamente com Técnicos da SANEAGO, fizeram demostração de analise de água.


Esta imagem denota-se a insuficiência do índice pluviométrico da região, apontando para a necessidade de utilizar a água de maneira racional. O volume do reservatório indica que precisaremos captar água do Anicuns 2, para manter o abastecimento do município no período de estiagem que se inicia neste mês chegando até o mês de outubro.
O nosso bem mais importante precisa ser melhor tratado pela população. Os abusos e descasos com a água preocupa e muito aqueles que têm consciência do seu uso.
é preciso despertar para o mais dos agravantes problemas do Planeta: a falta de água potável, e isto só será possível se criarmos hábitos que venham atender a demanda do consumo responsável do líquido mais precioso para a existência de todos os seres vivos "Água".

imagens e Texto: Profª Eucárice Cabó

quarta-feira, 20 de março de 2013

A hora do Planeta


Espalhe a mensagem da Hora do Planeta 2013. Faça o download do material de mobilização e ajude o WWF-Brasil a disseminar essa iniciativa.
Acessem o site: http://www.wwf.org.br/participe/horadoplaneta/divulgue/ e faça a sua parte.

segunda-feira, 18 de março de 2013

Oficina de artesanato reciclável com o SESC

A Escola Municipal Cecília Meireles no Jardim Ana Claudia, recebe neste mês os oficineiros do SESC, que trabalham com materiais recicláveis. Já foram realizadas oficinas de Origami, Palito de Picolé e nesta etapa é a vez das garrafas Pet.

Os oficineiros Cristiano Cunha  e Leandro apresentam as explicações para a confecção de Puff e Vassouras com reutilização da Pet.

A turma fica atenta as orientações e não veem a hora de começarem as montagens.


As garrafas são higienizadas antes de serem manuseadas. Muitas parrafas para a reciclagem pessoas separam as garrafas para serem recicladas são a limpeza de seus conteúdos. Nessa ação os alunos recebem a orientação de como devem proceder no processo de seleção dos materiais reciclados.

A Gestora Leila, contribuiu muito para a oficina, incentivando os alunos a recolherem as garrafas a serem utilizadas na oficina.

Leandro orienta os alunos ao corte correto para o encaixe das garrafas que serão usadas para a confecção do Puff.

Quando encaixadas as garrafas devem ficar do mesmo tamanho, pois assim não haverá desnível na hora de juntá-las.

É interessante como os alunos se empenham em aprender e a satisfação de conseguir realizar cada etapa apresentada pelos oficineiros.

A professora não perde nenhum detalhe, fascinada com as técnicas experimenta a sensação de inovar em suas aulas.

Enquanto um grupo faz a oficina do Puft, outro prepara as garrafas para a confecção das vassouras.

Leandro inicia os primeiros cortes que darão o formato ao utensílio, indo de carteira em carteira motivando os alunos a tentarem a fazerem sozinhos.

Estas atividades contidas no planejamento da Semana de Meio Ambiente, além de reduzirem a quantidade de lixo depositados de maneira incorreta, leva a opção de sustentabilidade às comunidades carentes, onde as nossas escolas estão inseridas.