Contador de visitas

quinta-feira, 31 de março de 2011

De Macho Picho para Anápolis

Hoje Anápolis, foi contemplada com uma maravilhosa apresentação musical de um grupo de 4 peruanos. Eles vieram de Macho Picho



Machu Pichu é conhecido pelo seu mistério e belezas rochosas. Em um local dos Andes peruanos de beleza privilegiada e complicado acesso, estão as ruínas de Machu Pichu, uma antiga cidade dos incas em que os jardins em distintos níveis eram vinculados entre si por mais de três mil degraus. O local fica em uma das zonas mais altas dos Andes, no centro-sul do Peru, perto da Cuzco, antiga capital do império inca.
Machu Pichu foi erguida em um estreito planalto de aproximadamente 2400 metros de altitude. Abandonada pela população em época desconhecida, a região ficou coberta pela vegetação por vários séculos. As ruínas de Machu Pichu só foram descobertas em 1911, por uma expedição do americano Hiram Bingham.
O Peru é um país com paisagens exuberantes e uma cultura rica e é necessário mais de uma semana para conhecer Peru. Há ruínas de várias culturas por todo o país, além de praias, ilhas, florestas, e muito mais.


Richdro Guillen Willian Sanchez, Lenin Sanchez e Daniel Chambi, são os integrantes deste grupo, que encatou a todos que passavam pela Praça Bom Jesus.
O cenário estava perfeito.

 Com flautas de bambu, eles interpretaram músicas evangélicas, romanticas e clássicas.

Um belíssimo artesanato feito de madeira e com o colorido típico da cultura peruana, foi exposto para comercialização junto com CDs e DVDs.


Lenin, apresentado aos expectadores, os CDs e também as bijuterias.



Alunas da Escola Muncipal de Dança, assistiam com muita curiosidade a dança indigena, apresentada pelos dois representantes da Tribo Amazona.


Um espetáculo que despertou a atenção de todos que passavam pelo local.



Foi um final de tarde bem diferente, para aquelas pessoas que retornavam do trabalho. Com um som relaxante e um colorido fascinante, este grupo divulgou a sua cultura e nos permitiu desfrutar de um grande espetáculo gratuito e ao ar livre.
O povo anapolino agradece, e quando for possível esperamos contar com a presença de vocês outra vez.

Imagens e Texto: Professora Eucárice Cabó

segunda-feira, 28 de março de 2011

Congresso de Educação em Anápolis

Nesta segunda-feira, 28, a Prefeitura de Anápolis, por meio da Secretaria Municipal de Educação, realizou a abertura do Congresso de Educação. O evento que tem  duração de dois dias visando reforçar a formação continuada dos 1700 professores da rede municipal de ensino, além de levar aos profissionais um momento de reflexão e troca de experiências. A cerimônia aconteceu na Igreja Assembleia de Deus, na Praça da Bíblia, Cidade Jardim.


O público foi composto pelas 83 Unidades Escolares e departamentos da Secretaria Municipal de Educação.
Uma tenda foi armada para que os expositores de materias diáticos pedagógicos apresentassem aos participantes novidades e inovações.

O SENAC, esteve presente, divulgando novos cursos profissionalizantes e o mais novo empreendimento ,a área de Pós Graduação.

Toda equipe da Secretaria Municipal de Educação esta no staff, garantindo assim o sucesso do evento.

Com um leitor óptico, as presenças foram eletronicamente registradas.

A solenidade de abertura contou com a presença do prefeito Antônio Gomide, da secretária municipal de Educação, Virgínia Melo, da presidente do Sindicato dos Professores da Rede Municipal, Márcia Aparecida, e autoridades ligadas à educação.




Segundo a diretora de Educação, Ângela Isaac, o congresso também pretende facilitar o acesso aos temas atuais que envolvem a área de educação, estimular a produção de trabalhos inovadores entre os professores da rede municipal, permitir o fortalecimento e a ampliação das redes de relacionamentos entre os participantes.
Segundo a secretária municipal de Educação, o congresso permite a atualização sobre questões básicas do ensino. “Trabalhando com as ferramentas adequadas e com a qualificação desejada conseguiremos fazer da educação no município algo ainda melhor”, destacou Virgínia Pereira de Melo.



Para o prefeito Antônio Gomide, o congresso é a oportunidade de potencializar os professores para que suas atividades em sala de aula sejam cada vez mais amplas. “Além de investimentos em infraestrutura e na valorização do professor, estamos promovendo a qualificação. Iniciativas como estas são fundamentais para formação de nossas crianças”, ressaltou.

Para o congresso foram convidados palestrantes renomados como o médico neurologista infantil, mestre em distúrbios da comunicação humana, Tadeu da Ponte. Também participa do evento o psicólogo clínico, pedagogo, mestre em educação pela UFRJ e autor de livros infantis e de autoconhecimento, Cézar Braga Said.



O ponto culminante foi o sorteio de um Notbook, onde a ganahadora é professora da Escola Municipal Lions Anhaguera.

Outros Not, serão sorteados no decorrer do Congresso.

Relação de Palestras do Programa:

1. De olho no Desempenho: Qualificando a Equipe Gestora para Alcançar Bons Resultados - Palestrante: Casemiro Campos (CE)

2. Síndromes e Transtornos que afetam educadores e educandos - Palestrante: Cézar Braga Said (RJ)

3. A Diferença, a Criatividade e a Originalidade. Como valorizar o professor que inova - Palestrante: Max Haetinger

4. Motivação para atitudes de Resultado - Palestrante: Heins Arthur Schurt

5. Aprendizagem, Indicadores e Gestão: Os Elementos para o crescimento Sustentável dentro do setor educacional - Palestrante Tadeu da Ponte (SP)

6. Dificuldades ou Distúrbios? Quando a avaliação multiprofiswsional é determinante na aprendizagem? - Palestrante: Rubens Wajnsztejn ( SP)

7. Disciplina e Limites na Educação: Por que tanta dificuldade em lidar com essas questões? - Palestrante: Marcos Meier (PR)


Imagens: Professora Eucárice Cabó

quinta-feira, 24 de março de 2011

II Semana DigiArte de Anápolis

A Secretaria Municipal de Cultura, abriu hoje a partir das 09h, a segunda Semana DigiArte de Anápolis. Logo na entrada, os visitante e transeuntes foram surpreendidos com um enorme projeto de robótica.
O protótipo ficará exposto até o final da semana.

O Secretário Municipal de Cultura Professor Augusto César de Almeida e sua equipe elaboraram cuidadosamente, todos os detalhes para que esta semana, supere a execelência da primeira.

Augusto César de Almeida e Ana Lúcia da Silva, Coordenadora do Ponto de Cultura "Abrindo Janelas" de Goiânia.

Roberto, Bruno e Claudinei suporte técnico e operacional do Expresso Digital, espaço onde acontecerão algumas oficinas.


Fabrízio de almeida Ribeiro, Secretário Municipal de Ciência, Tecnologia & Inovação, reforçou a importância da parceria entre as duas Secretarias e parabenizou a gestou do atual Secretário, exaltando o trabalho realizado nos Pontos de Cultura que ressalta a cultura local e divulga outras culturas.

Professora Olira, responsável pela Revista Digital e Escola em Rede, programas da SMCT&.


As fiadeiras, compõem o Ponto de Cultura Fio da Memória. Eles fiam cantando...


e contando a sua história.


Este tapetes, é o resultado do trabalho de fiar e depois tecer, e são comercializados na Casa do Artesanato.

Outro Ponto de Cultura é o Hip Hop. Em Anápolis o movimento tem mais de 20 anos e seu fundador Raga Lucke, hoje divulga esta cultura de rua, nos bairros da cidade todos os Domingos através do  Programa Escola Viva. Raga, também participa de Encruzilhadas, que são intervenções junto aos adolescentes da Escolas Municipais e Estaduais, onde aborda situações como Drogas, racismo, discriminação, Grafitismo, destre outros.


A diversidade cultural de Anápolis não para por aí, outro Ponto de Cultura é o Terreiro de Umbanda Pai Chico Preto.


Antônio Gomide França e seu Pai Carlos Gomide França, fazem parte de um grupo de Juazeiro do Norte - Ceará, que há 20 anos, apoia as iniciativas culturais do município e também divulgam o Teatro de Mamolengo, através da Cia Carroça de Mamolengo. Eles também realizam ativiades de dança, músicas para as crianças, oficinas de alimentos e produção de mudas com plantio.

A semana promete muitas atrações e conta com a parcipação de todos.
Abeleza dos espetáculos, a garra dessa gente humilda, empolga a todos que comparecem a Praça Bom Jesus, Centro de Anápolis.

Imagens e Texto: Professora Eucárice Cabó

terça-feira, 22 de março de 2011

Anápolis inova no 1º festival de Cinema

Tizuka Yamasaki, filha e neta de japoneses, nasceu numa fazenda de café no Rio Grande do Sul, mas foi criada em Atibaia, no interior de São Paulo. Aos 15 anos foi estudar na capital e em 1970 transferiu-se para Brasília.
Cursava arquitetura na Universidade de Brasília, quando a faculdade foi fechada. Ela se transferiu para a Universidade Federal Fluminense e decidiu fazer cinema.
Nesse período, fez alguns curta-metragens e conheceu Nelson Pereira dos Santos, seu professor, com quem desenvolveu a revista "Luz e Ação", que acabou não saindo. Porém, as idéias do cineasta a influenciaram e ela começou a fazer o trabalho de continuista e fotógrafa de cena em "O Amuleto de Ogum", em 1974.
A partir daí, Tizuka trabalhou com grandes nomes da indústria cinematográfica nacional como o próprio Nelson Pereira dos Santos, Glauber Rocha, Lael Rodrigues, Paulo Thiago e outros.

Em 1978 ela abriu sua própria produtora, a CPC, que produziu filmes consagrados como "Bar Esperança", "Rio Babilônia" e "Idade da Terra", de Glauber Rocha. Em 1980 ela desenvolveu o roteiro de "Gaijin- Caminhos da Liberdade", seu primeiro longa-metragem como diretora, que conta a história de uma família de japoneses que veio para o Brasil trabalhar na lavoura e passou por todas as dificuldades que passaram os imigrantes no país do começo do século.
Tizuka também fez "Lua de Cristal" (1990), com Xuxa Meneghel e Sérgio Malandro e um filme dos Trapalhões, também para o público infantil, além de "Parahyba, Mulher Macho" (1983) e "Fica Comigo" (1996). Fez ainda trabalhos para televisão, música e teatro. Dirigiu novelas ("Kananga do Japão", "O pagador de Promessas"), óperas ("Madame Butterfly"), videoclips ("Jimmy Cliff") e comerciais, além de se dedicar a projetos pessoais como oficinas de direção e de vídeo ou aulas e palestras em Universidades.
Hoje ela está em Anápolis, juntamente com sua equipe composta por Rubens Evald Filho, para participar deste momento histórico na cultura anapolina.

A atriz Ingra Liberato, também compõe a equipe.
Filha de cineastas, estreou no cinema aos 7 anos de idade, fazendo o papel de uma sereia no curta Ementário (1973), dirigido por seu pai Chico Liberato com roteiro de sua mãe Alba Liberato.

Trabalhou em telenovelas de grande sucesso na extinta Rede  Manchete, como Pantanal e A História de Ana Raio e Zé Trovão depois passou para Rede Globo.

Em 2002 passou a residir em Porto Alegre, é casada com o músico Duca Leindecker,  da banda Cidadão Quem e do Pouca Vogal, com quem tem um filho, Guilherme (2003).
Em 2007, recebeu o prêmio Kikito na categoria melhor atriz por sua atuação no filme Valsa para Bruno Steim no Festival de Gramado.

Os visitantes, fizeram uma viagem no City Tour e conheceram o Parque Ipiranga, cartão postal da cidade  dentre outros locais.
Agora Anápolis, está realmente no clima de produções cinematográficas e o Secretário Municipal de Cultura Augusto Cesar de Almeida, acredita que nesta iniciativa, muitos talentos serão revelados.

Fonte:
Imagens e texto: Professora Eucárice Cabó

22 de março - Dia Mundial da Água


Assembléia Geral das Nações Unidas adotou a resolução A/RES/47/193, de 22 de fevereiro de 1993, através da qual 22 de março de cada ano, a partir de 1993, seria declarado o “Dia Mundial das Águas” (DMA).
A comemoração do Dia Mundial da Água traz um alerta: prevê-se que, em 2050, 2 bilhões de pessoas sofrerão com a escassez de recursos hídricos. Dados da ONU mostram que apenas 3% de toda a água terrestre é própria para consumo.
A água é o elemento que deu origem e sustenta a vida no planeta Terra. Sem a água, nenhuma espécie vegetal ou animal, incluindo o homem, sobreviveria. Cerca de 70% de nossa alimentação e de nosso próprio corpo são constituídos por água. Mais da metade de todas as espécies de animais e plantas do mundo é aquática.
Os oceanos, os mares, as geleiras, as neves, os lagos e os rios cobrem aproximadamente dois terços da superfície da Terra. Os cientistas calculam o seu volume total em 1,42 bilhões de km, cuja maior parte (95,1%) está composta pelas águas salgadas dos mares e oceanos.
Os 4,9% restantes constituem-se de água doce, distribuída entre as geleiras polares, que ocupam 97% desse precioso volume; e a água na forma líquida, disponível para o nosso uso, cujo volume é estimado em pouco mais de 2 milhões de km. Assim, 99,9% das águas de nosso planeta são águas salgadas ou permanentemente congeladas.
Alerta do Planeta

Desde 1993, anualmente vem se falando sobre a questão da água do nosso planeta. É estranho observar o quanto os veículos de comunicação conscientizam, quanto ao uso racional desse recurso e eu pergunto, por que as pessoas ignoram tais informações? 
É comum vermos pessoas lavando calçadas, ora até mesmo debaixo de chuva, lavando carros na porta de suas casas enfim desperdiçando um recurso tão precioso e vital para a vida do Planeta.
Atitudes como estas levam a crer que o ser humano é o mais irracional dos animais. Que a soberania humana só serve para nos colocar na escala de níveis inteligíveis num patamar acima dos demais, apenas um destaque. Não nos difere em supremacia.
O mais intrigante é que o valor pago nas contas de água, vem subindo assustadoramente, e nem assim as pessoas se preocupam em economizar, mesmo sendo o seu próprio dinheiro.
Essa teimosia só nos levará a um futuro nada promissor. Há estudos que estão sendo realizados, no sentido de analisar o aumento das precipitações durante os anos de 2010 e 2011 e apontam para um grande volume de chuvas.Bem analisando o ciclo da água, o abastecimento dos lençóis freáticos, isto é bom, porém o estudo também aponta para o longo período de estiagem, fato este que pode comprometer os mesmos lençóis. São estudos, hipóteses e que ainda não foram comprovadas, mas para aqueles que têm consciência, sabe como se diz popularmente, "onde há fumaça, há fogo".
Precisamos neste momento fazermos mais agentes multiplicadores e atuarmos mais na conscientização da preservação desse recurso. Vale ressaltar que ao propor o aumento de multiplicadores, não significa que esta ação seja apenas para se projetar nas mídias de comunicação, pelo contrário, é uma ação silenciosa, que necessita se propagar através do contato corpo a corpo, precisa atuar na intervenção das ações das pessoas que ignoram o alerta.
Exemplo: Ao ver uma pessoa utilizando água potável na limpeza de calçadas, perca uns 10 minutos do seu dia, oferecendo a ela sugestões, como reaproveitar a água da chuva, ou reutilizar a água da lavagem de roupas, mostrando a ela o que ela irá provocar com este desperdício.
São no máximo dez minutos, que poderão representar mais dez anos de utilização da água potável.

O século XX, foi marcado por grandes guerras que dizimaram um bom número de população do planeta, em virtude da disputa do poder econômico, gerado pelo petróleo. Neste século as guerras estarão voltadas para as questões da água e das etnias. Sabemos que nem todos os continentes possuem reservas de água potável, possivelmente, utilizando as etnias, grandes nações atacaram umas as outras, com o foco principal nessas reservas .
A questão agora em pauta é: Qual o seu papel mediante a essas informações?
Que tipo de agente você é, ativo ao defender a conservação desse patrimônio natural "água", ou passivo, ignorando tudo e se omitindo mediante a questão.
A decisão é sua, mas que pagará a conta somo nós.

Imagens: www.google.com.br
Texto reflexivo: Professora Eucárice Cabó

segunda-feira, 21 de março de 2011

Empretec

Durante os dias 14/03 a 19/03, aconteceu no auditório do SEBRAE - Anápolis, o Seminário EMPRETEC. 
O EMPRETEC é um seminário que tem por objetivo desenvolver, nos participantes, características de comportamentos empreendedores. O programa foi desenvolvido pela ONU - Organização das Nações Unidas visando o fortalecimento destas características empreendedoras.O participante deverá primeiro identificar seu potencial empreendedor e verificar quais são seus pontos fortes e fracos.
Em Anápolis, nesta edição, o Empretec, contemplou um grupo de 35 funcionários das Secretarias Municipais. Este fato de deu, através da premiação do Prefeito Antonio Roberto, como "Prefeito Empreendedor" em 2009.
                                            Instrutores:





Theldo Camargos











                                            Luiz Felipe Escarlate












Maurício Keller





Este trio, desmontou comportamentos, instigou a busca para aplicação de comportamentos empreendedor e dinamizou todos os 6 dias de Seminário, com metodologia  vivencial e altamente interativa, com jogos, exercícios, palestras, atividades para serem executadas em sala e atividades extras, todos os dias. Existem outros exercícios dentro do seminário em que os facilitadores irão explicar todas as regras para a execução.
Dentro da execução do planejamento, empresas foram montadas, mercadorias foram comercializadas, tudo para a compreensão dos participantes.
O intensivo, prendia a atenção de todos os participantes
Este desafio, foi compensado no final ...
O volume de negócios realizados neste foi bem grande.
Tânia Aparecida gerente do SEBRAE, participou do momento da entrega de Certificação, que para os participantes, Suzana, Tânia Modesto, Eucárice Cabó e Levi, foi como o maior troféu de "Honra ao Mérito".

Imagens e Texto: Professora Eucárice Cabó

quinta-feira, 10 de março de 2011

Prefeitura e Delta Construção - Um parceria que está dando certo.

Tanto o poder público, quanto o privado, necessitam-se mutuamente, ou seja, necessitam de parcerias, para que as ações que beneficiarão a comunidade seja concretizadas.
A palavra parceria significa: Reunião de indivíduos para certo fim com interesses comuns. 
E foi neste contexto que a Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia & Inovação se reuniu com a Delta Construção, para estreitamento dos laços de parcerias.


Fabrízio de Almeida Ribeiro, Secretário M. de Ciência, Tecnologia & Inovação, faz uma explanação sobre o Expresso Digital a Guilherme Aires de Mesquita Campos, Líder de Contratos da Delta Construção.








Em linha direta com o município de Anápolis, a empresa Delta Construção, disponibilizou uma sala de aula dentro do próprio prédio da empresa, para  o Programa Brasil Alfabetizado. Esta iniciativa é para melhorar a qualidade de vida dos seus servidores, que ao retornarem dos serviços de varreção e coleta de lixo, à empresa se dirigem para a sala de aula, que atualmente conta até com aparelho de ar condicionado.


Juliana Vasconcelos Braga, Diretora M. de Ciência, Tecnologia & Inovação, apresentou em síntese o Programa de Recondicionamento de Computadores, que funciona na Casa Brasil, no Bairro Vila Norte,  apresentando pontos que a empresa Delta pode operar em parceria.  uma das solicitações, foi para o implante de um coletor seletivo para lixo, acrescentando  o descarte para material eletrônico.


Fabrízio, disponibilizou o Expresso Digital, para atender a inclusão digital dos funcionários da empresa e completar o ciclo de alfabetização do Programa Mais Alfabetizado, através de softwares educacionais.
Ao final das apresentações, ficou mais uma vez comprovado, que o sucesso das ações que visam educação, inclusão e melhoria da qualidade de vida da população, está na chave de se estabelecer parcerias comprometidas com os mesmos fins.


Imagens e Texto: Professora Eucárice Cabó

domingo, 6 de março de 2011

A maior ilha fluvial do mundo está deixando de ser ilha

Cerca de 90 tartarugas nascem em praia da Paraíba

Em média, as tartarugas põem 150 ovos, incubados na areia por 50 dias.


Foram catalogados 85 ninhos neste período de desova, diz bióloga.

Cerca de 90 tartarugas-de-pente nasceram em um dos ninhos da Praia de Intermares, em Cabedelo (PB) neste domingo (6).

O período de desova das tartarugas na costa paraibana vai de setembro a abril de cada ano, sendo os maiores picos observados entre fevereiro e março. Em média, as tartarugas põem 150 ovos, sendo incubados na areia por cerca de 50 dias.
Durante esse período de incubação, os integrantes da Associação Guajiru, através do Projeto Tartarugas Urbanas, conduzido pela bióloga Rita Mascarenhas, acompanham e protegem os ninhos.
De acordo com o superintendente do Ibama na Paraíba, Ronilson José da Paz, todas as espécies de tartarugas marinhas estão ameaçadas de extinção e é graças ao monitoramento dos ninhos e a assistência dos nascimento das tartarugas que o retorno dos filhotes para o Oceano Atlântico está garantido.

"Estes serviços prestados pela Associação Guajiru permitirá que daqui a 30 anos estas tartarugas que nasceram hoje possam retornar para desovarem em Intermares novamente", afirma.

As tartarugas marinhas só ficam adultas e entram na idade de se reproduzir ao completarem 30 anos, quando retornam à praia onde nasceram para realizarem as desovas.
A espécie mais comum de tartaruga marinha encontrada em Intermares e em outros pontos de desova da costa paraibana, com cerca de 90% dos ninhos, é a tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata), que pode medir até 1,10 metros de casco, pesar 80 quilogramas e viver até 100 anos. Mas também já foram encontrados ninhos de tartaruga-oliva (Lepidochelys olivacea), tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta) e tartaruga-verde (Chelonia mydas).

De acordo com Rita Mascarenhas, na temporada de desova 2010-2011 já foram catalogados 85 ninhos de tartarugas, sendo quatro localizados na praia de Cabo Branco, em João Pessoa, e os demais distribuídos nas praias do Bessa, Manaíra e Intermares. "Só nesta temporada de desova facilitaremos o nascimento de cerca de 10 mil tartarugas", diz.

Fonte: http://g1.globo.com/brasil/noticia/2011/03/cerca-de-90-tartarugas-nascem-em-praia-da-paraiba.html

terça-feira, 1 de março de 2011

Cidadania e Saúde

Pesquisa com 1.159 homens registra HPV em metade dos participantes 

Estudo foi feito em três países ao longo de mais de dois anos.
Vírus é sexualmente transmissível e pode causar câncer.

Um estudo feito com homens brasileiros, mexicanos e norte-americanos encontrou o vírus do papiloma humano (HPV, na sigla em inglês) em metade dos participantes. O vírus é sexualmente transmissível e pode causar desde infecções e verrugas na genitália até cânceres. O artigo teve como principal autora a Dra. Anna Giuliano, do Centro de Câncer H Lee Moffitt, em Tampa, nos EUA.
A pesquisa acompanhou 1.159 homens com entre 18 e 70 anos (a idade média foi de 32 anos), por um período de entre 18 e 31 meses. Dentre eles, havia heterossexuais, bissexuais, homossexuais e homens que afirmaram não ter feito sexo. Nenhum deles era HIV positivo, nem tinha registro prévio de verrugas penianas ou anais, nem estava sentindo ardor ao urinar.
Ao longo do período em que foram acompanhados, os participantes fizeram exames semestrais, com coleta de material. A coleta é simples: um objeto semelhante a um cotonete é esfregado no pênis e na bolsa escrotal e as células retiradas vão para análise laboratorial. Nestes exames, 584 (50%) apresentaram infecção por HPV em algum momento.


Perigo também para as mulheres
Tradicionalmente, a medicina dedica maior atenção ao HPV nas mulheres. Entre elas, é mais comum o desenvolvimento de doenças mais graves, como displasias (anomalias) e câncer no colo de útero. Segundo a Dra. Luisa Villa, a ocorrência entre elas é de 10 a 20 vezes maior que entre os homens. Villa foi responsável pela parte brasileira da pesquisa, no Instituto Ludwig de Pesquisas Contra o Câncer, e coordena o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia do HPV, sediado da Santa Casa de Misericódia de São Paulo.


A grande incidência do HPV entre os homens naturalmente afeta as mulheres, uma vez que o vírus é sexualmente transmissível. “A gente deve sim mencionar a transmissão, mas não deve menosprezar a carga de doenças que o homem tem com essas infecções”, disse a pesquisadora ao G1.
“Câncer de ânus tem tido um impacto muito elevado e está aumentando em incidência em mulheres e em homens, alguns heterossexuais, inclusive. Esses cânceres de canal anal são causados por HPV, uma boa parte deles”, ressaltou Villa.
É importante destacar que apenas a camisinha não é suficiente para garantir que o HPV seja transmitido. Afinal, o vírus não está presente apenas no sêmen. “Existe HPV nas superfícies, seja de pele (cútis), seja de mucosa, e aí é muito complicado encontrar uma forma de evitar totalmente o contato, a menos que você faça abstinência total. Não só penetração, qualquer contato”, destacou a cientista.


Tem cura?
Há diversos tipos de HPV. A principal diferenciação que se faz é em relação ao risco oncogênico, ou seja, a possibilidade de que este vírus leve a um câncer. Quando ele é de baixo risco, muitas vezes o próprio sistema imunológico do corpo humano consegue acabar com a infecção e eliminar o vírus. Dentre os casos registrados pela pesquisa, os participantes se livraram dele depois de um tempo médio de sete meses e meio.

Não existe tratamento capaz de matar o vírus, uma vez que ele se manifesta. O que se pode fazer é tratar as doenças que ele causa. No caso de uma verruga, por exemplo, pode-se removê-la cirurgicamente, mas pode ser que o HPV continue presente mesmo depois da intervenção.
O que há, sim, desde 2006, é uma vacina que previne contra as infecções causadas pelo vírus. No Brasil, ela é aplicada somente em mulheres com entre nove e 26 anos. “A vacinação de homens contra o HPV protegerá não só a eles, mas terá também implicações para os(as) parceiros(as) sexuais”, comentou Joseph Monsonego, do Instituto do Colo do Útero, em Paris, na França.

Fonte: http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2011/02/pesquisa-com-1159-homens-registra-hpv-em-metade-dos-participantes.html